terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Site dos noivos e lista de presentes

Esses dias ueu estava pulando de um site de casamento a outro quando um me chamou atenção. Conheci, então, o Zankyou, que permite criar o site dos noivos gratuitamente e completo, além da lista de presentes com o valor integral na sua conta bancária.

O vídeo abaixo informa direitinho todas as vantagens do site.

video




sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Livro: Casais, história de amor que resistem ao tempo


O livro cujo prefácio é de Martha Medeiros conta, como diz o próprio título, a história de casais tanto da vida real, quanto da ficção, começando por Adão e Eva, passando por Romeu e Julieta e terminando com John Lennon e Yoko Ono, além de alguns casais que marcaram no Brasil, como Lampião e Maria Bonita. Também é recheado de fotos e gravuras. Perfeito para aprender, distrair e se apaixonar.

Título: Casais, história de amor que resistem ao tempo
Autor: prefácio de Martha Medeiros
Editora: Nova Fronteira

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

A lista de convidados


Pensei muito a respeito do título deste post e por pouco não coloquei “O terror da lista de convidados”. Mas fiquei com medo de acabar espantando leitoras, pois estou aqui para, além de partilhar minhas experiências, também dar dicas preciosas que aprendi.

Primeiramente, vamos explicar o porquê da palavra “terror”. Só quem entende de verdade é quem já passou por isso. Eu, ingenuamente, pensava que era só colocar os nomes dos conhecidos num papel e pronto (aqui deixo a dica: abuse do Excel; não faça como eu que fiz num caderno e depois tive que digitalizar tudo para não ter que escrever e reescrever). Mas é beeeeem mais complexo que isso.

Para começar, o número de convidados define o quanto você vai gastar, de forma diretamente proporcional, ou seja, quanto mais convidados, mais pobre você vai ficar. Quando fiz o primeiro rascunho da lista, coloquei todos que conhecia, mas já estava beirando os trezentos convidados, o que era inviável para meu orçamento e dessa forma não teríamos condição de fazer festa.

“A gente dá um jeito”, disse-me até então meu super mega otimista noivo. Mas quando fomos informar aos nossos pais da nossa lista e quem estávamos convidando da família, foi surgindo mais um moooooonte de nomes. De gente que nem conheciamos. Fui atrás de conselhos na internet e encontrei algo muito relevante.

Fernanda Floret, uma blogueira que está sendo anjo na minha vida, nos ensina a fazer as seguintes perguntas:

1.    Eu costumo frequentar a casa dessa pessoa ou ela frequenta a minha?
2.    Eu tenho o telefone dessa pessoa na minha agenda e sei que posso ligar sempre que precisar?
3.    Essa pessoa me ligou no meu último aniversário para desejar felicidades? (mensagem via orkut e facebook não conta!!)

Se a resposta for negativa, pode descartar a pessoa. Ela diz também que as mesmas perguntinha devem ser ensinadas aos pais na hora de eles opinarem.

Em outros sites li também que antigamente se tinha muito aquela ideia de que casamento é para os amigos e conhecidos dos pais, para que eles pudessem mostrar que esta etapa estava cumprida. Hoje, como muitos noivos pagam todas as contas sozinhos, isso está mudando. Só meu pai que não sabe disso!

Cheguei ao ponto de pensar em guilhotinar amigos para poder colocar os parentes dele que eu nem conheço. Pois, apesar de todos os meus argumentos, ele não cedeu. Ficou super ofendido.

E pode ser o pai ou mãe de qualquer um que esteja se dirigindo ao altar. Então, eis um conselho que um cerimonialista me disse uma vez, num outro contesto, mas que também se encaixa aqui: “o que fica depois da festa de casamento é a família, o dia a dia; às vezes vale a pena abrir mãos de algumas coisas em prol do bom convívio”. Noivas, não digo que devem ser totalmente passivas, aceitar tudo o que lhes pedem, mas às vezes realmente podemos fazer algumas concessões.

Bom, meu noivo não deixou que eu cortasse nenhum amigo da lista. Na verdade, ele lidou muito bem com meu surto na ocasião. Acreditem, essa história de lista deu o que falar. Sentamos, orçamos, conversamos... No final, decidimos por não fazer a festa, pois o orçamento estava mesmo curto. Foi um alívio tirar esse peso das costas. Mas ao mesmo tempo, não ia curtir meu momento noiva um pouco mais. Foi aí que minha linda sogrinha nos ofereceu a festa por conta e risco dela, e problema resolvido.

Mas, se você não tem uma sogra como a minha, e se a lista tá muito grande, converse com calma com seus pais e sogros, esclareça a situação financeira, faça as perguntinhas acima juntos. Agora, se eles estão contribuindo financeiramente, aí o melhor é fazer um agrado e chamar quem eles querem.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Livro: Guia do Casamento


O livro “Guia do Casamento: como organizar a festa e a nova vida a dois” é um ótimo auxiliar para aquela noiva que gosta de estar bem informada. 

A jornlista Danielle Nordi conta um pouco de suas próprias experiências, dá dicas maravilhosas e ainda nos diverte, com um jeito muito tranquilo de escrever.

Outro ponto positivo é que é nacional. Sendo assim, não vão precisar pular algumas páginas que falam de outros costumes que não os nossos, como no caso de outros livros.

Recomendo!

Título: Guia do Casamento: como organizar a festa e a nova vida a dois
Autor: Danielle Nordi
Editora: Matrix

Faça em casa: maquiagem

Particularmente, eu detesto a maquiagem feita por profissionais. Ficam sempre carregadas, com camadas e camadas de base desnecessária, me deixando com uma aparência de velha. Mas, infelizmente, sou inicante no quesito auto-maquiagem. Por sorte, minha irmã é expert e entende muito bem meu estilo, que é mais leve.

Para aquelas noivinhas que não têm tanta prática com maquiagem como eu, posto hoje um passo a passo para fazer uma maquiagem bem clean, que pode ser usada até mesmo no dia do casamento.

  • Limpe a pele.

  • Prepare a pele com um primer. O produto disfarça poros muito abertos e ajuda a fixar os produtos que serão aplicados depois.

  • O primeiro passo para um rosto sem imperfeições é a base. O tom deve ser o mais próximo possível da cor natural de sua pele - para testar, coloque um pouco do produto sobre o queixo: a base deve desaparecer.

  • O corretivo serve para disfarçar olheiras, manchas e espinhas. Ele pode ser aplicado com o dedo ou com pincel específico. Atenção: o corretivo também deve ser da mesma cor do seu rosto.

  • A última etapa da pele é o pó, que serve para tirar o brilho das peles mais oleosas e dar uma textura aveludada ao rosto. O resultado fica mais natural quando ele é aplicado com pincel, em vez de esponja. 

  • Capriche no rímel para um efeito bonito nas fotos. Se preferir, aplique cílios postiços. Não esqueça de passar o rímel também nos cílios inferiores. 


  • Se você não quiser carregar o visual, deixe de lado os delineadores escuros. Uma marca leve fica elegante.

  • A maquiagem da noiva tem de ser discreta e jovial. Uma opção que vai com tudo é a sombra iluminadora.

  • O blush deve ser aplicado sobre os ossos da maçã do rosto, em direção às têmpora. Nunca aplique-o de forma circular.Pele é clara pede tons mais rosados ou puxados para o pêssego. Se for mais bronzeada, cabem tons um pouco mais alaranjados.    

  • Para garantir que a cor fique como na embalagem, aplique um pouco de base sobre os lábios. Deixe secar e só depois aplique o batom, de preferência com um pincel. Tons discretos são ótimos para noivas.

  • Pronto! Você está naturalmente linda.  

Referência:
http://www.band.com.br/viva-bem/casamento/galeria/?id=1000004843 

sábado, 14 de janeiro de 2012

Faça em casa: bouquet de noiva

Vou começar hoje uma nova seção em homenagem a todas as noivas que gostam de personalizar cada item do casório, ou que precisam economizar de todas as formas possíveis.

Nesse vídeo, o site feira de flores ensina a fazer um lindo bouquet.

domingo, 8 de janeiro de 2012

Dicas para contratar a cerimonialista

Na hora da contratação, você pode nem perceber, mas estará contratando uma das pessoas mais importantes de todo o casamento (digo da organização, claro). A cerimonialista pode fazer do seu casamento a realização do seus sonhos de menina ou torná-lo seu maior pesadelo.

Já discuti a importância dessa profissional tão excencial (leia aqui), mas agora darei quatro dicas de como contratá-la sem erro.
  1. Acima de tudo, é importante sentir afinidade com a profissional, pois isso será a chave para a resolução de possíveis conflitos futuros.
  2. Peça referências à outras noivas que realizaram suas cerimônias com ela. Geralmente uma amiga que já tenha se casado é ótima para dar indicações.
  3. Verifique quanto tempo de mercado a empresa ou a profissional possui. Experiência é tudo.
  4. Procure a opinião de diversos fornecedores. Como a cerimonialista lida com todos os detalhes de contratação e negociação, os os fornecedores sabem informações preciosas, como se a profissional é pontual ou mesmo se cobra comissão.